Eu quero ir embora

Hinfart Miroque Festival 02 sept 07 (4)

.

.

E a vontade de fugir tem crescido cada vez, dia a dia, minuto a minuto. E em todo meu coração, é só nisso que eu penso.

I Just want to keep walking. Just… keep walking.

Até quando, meu deus, até quando? Até quando essa vontade de sair correndo, de fugir e de não olhar para trás, de não fincar raízes…? Justamente porque o que eu mais queria era fincar raízes. O lar sonhado. O jardim que um dia eu construirei. Minhas rosas, meus animais. Meu ninho. Mas eu não consigo. Não ainda. Ou talvez não me seja jamais possível. Exílio, sempre a sensação de exílio…  Esta maldita sensação de não pertencimento.

De pertencer ao mundo, mas não a um local em específico. Não tenho casa…  Tenho sim, muitos amores — muitos locais queridos e pessoais, e também pessoas, muito e para sempre amadas. Tenho momentos que coleciono como pérolas no sacrário do meu coração. Já tive casas, muitas casas.  Mas não aquele lar definitivo, para onde meu coração sempre quer voltar. Uma lareira, e um vinho quente com especiarias a minha espera ao fim da mais longa jornada. Ou tenho, mas ele não existe neste mundo. Meu coração quer voltar para um lugar que não sabe como encontrar,talvez.  Acho que esta trilha eu perdi. Mas eu sempre olharei às estrelas a noite, e contemplarei Órion, e não saberei ao certo para onde ele aponta. Só saberei da saudade que me corta.

Gaia, a própria terra, minha amada terra… De algum modo, você toda é meu lar. E meu exílio. Não moro em nenhum recanto seu — talvez porque queira te ter inteira?  Minha amada, minha maior escolha, e minha maior dor. Escondo minha cabeça em suas nuvens,  balanço meus pés em um lago desconhecido na floresta negra, quero que meus cabelos sejam lavados nas águas negras do Rio Negro, aonde durmo embalada pelas ondas macias… Ainda quero subir todas as tuas  montanhas e ver as veias da tua face, colecionando pedras e conchas de todos os seus desterros e confins. Quero que meu coração ache paz em um Ashram na Índia, onde me esconderei um dia, e apagarei minha memória. Eu quero conhecer tuas trilhas, teus cheiros, tuas cores. Cada uma delas. Quero te percorrer inteira. Just walking.

Preciso partir. Inglaterra desta vez. Depois leste europeu. Até chegar na Índia. E ai, quem sabe… Austrália? Indonésia? Bali? Não sei. Talvez sim. Talvez não.

Não sei… Não sei de nada. Nunca soube. Meu coração não tem paz.

*  *  *

E o pior é saber da inutilidade disto tudo, volta hermenêutica sobre mim mesma. Pois eu sei que há um momento em que todas as estações de trem são iguais. E iguais são todos os aeroportos. Todos os caminhos, e todas as montanhas. Não faz diferença. Andar e partir, ficar e dormir…. é o mesmo. Não se pode partir e deixar a própria sombra para trás.

Eu estou cansada de caminhar. E ainda assim, eu quero ir embora. Porque eu não sei permanecer.  E também não tenho porque ficar.

Just… keep walking.

.

.

.

Anúncios

~ por L. em 29 junho, 2009.

8 Respostas to “Eu quero ir embora”

  1. Seres que já viram quase tudo, que traçaram seus caminhos nas estrelas e que já viveram em outras terras vivem com essa necessidade nômade: de conhecer um outro tudo, talvez, na esperança de se autoconhecer…

    =***

  2. Keep walking
    Johnie Walker *.*
    *nham nham nham*

  3. A foto que vc usou para ilustrar o post é muito bonita! Fiquei sem saber o que vc escreveu era um desabafo ou um conto. Em todo caso, fugir não é a melhor solução. Encare os problemas de frente e resolva…até para poder fincar as suas raízes.

    Abraço

  4. Sublime post,muito verdadeiro sobre um assunto que fascina mas também nos deixa tão perdidos, tão incomodados. Eu também queria ir para bem longe e voltar para outro lugar, e outro e outro e um dia encontrar o meu lugar.

  5. I just wanna go home but…where is my home? Ando porque simplesmente ando em todos os cantos do mundo, me perco e me acho e sempre lá e aqui estou eu, sempre diferente e sempre o mesmo. Post cruel mas verdadeiro.

  6. exatamente isso, exatamente.

  7. adorei suas palavras, me encontrei e me perdi entre as linhas, letras e palavras… será que um dia a gte se encontra?! :D

  8. nunca me identifiquei tanto com algo .. como agora ..
    quem é vc?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: