ORDEM E PROGRESSO

O lema positivista. Mas sem amor, que essa gente não é disso. E é tanta coisa na minha cabeça que eu não sei quando volto a dormir. Se é que algum dia volto a dormir. Ver esse ‘Ordem e Progresso’ estampado por aí agora traz tanta coisa que eu nem sei por onde começar. A noite é longa e cheia de horrores: se a loucura das fogueiras me dava calafrios, a guilhotina da razão não assusta menos. Tem cheiro de gás no ar.

Bestificada vejo um cortejo que diz que a República nasceu de novo. Celebram o fim da ditadura comunista. As diretas já. O fim da ameaça comunista. O fim da monarquia. O fim do Império. “Brasileiro e sua mania de carnaval fora de época”… Já ouviram a história de que a república foi proclamada por um general de pijama? A fantasia da vez é a de Drácula. E de novo a mocinha no canto da tela, tão muda, bela e recatada! A imagem da virtude. Claro que a bruxa foi esconjurada. O que ela queria, essa amante do demônio, dessa voz que insiste em querer subverter a ordem vigente? Será que isso também vai virar charge no jornal, pichação na coluna neo-dórica da Igreja Positivista ou meme na internet? Já me perguntaram quando o riso se tornou conservador. Alguma vez a farsa teve possibilidade de não o ser? Entre a gargalhada e o sorriso, a diferença é a intensidade? O carnaval tem função catártica, li na análise de alguém. Mas como, se só dura quatro dias? É a válvula da panela de pressão — e por isso essa NUNCA estoura. Está tudo no limite, a aceleração é constante, o rei é morto, esquartejado, aviltado… A história acabou, mas continua, saca? Depois da quaresma vemos que o rei é outro mas o status quo permanece. Ainda que ninguém se lembre mais porquê.

Eu não aguento mais esse ‘riso’ que bate punheta enquanto boceja. Cadê a gargalhada da bruxa diante do demônio? Chega de pactos. Quero a plena e total subversão da ordem. O retorno dos antigos, a irrupção do caos, Cthulhu fhtagn! Acorda pela amor de deus e devora essa gente toda… Devora inclusive Satanás porque o filho primogênito, o preferido, até faz revolução… Mas a independência é de mentirinha e o lugar dele na sucessão de Portugal, digo, no paraíso, continua garantido. A mão esquerda de deus ainda é a mão de deus. Meu malvado favorito é o raio que o parta, pai das mentiras. No final a gente sabe a serviço de quem a farsa trabalha, não sabe?

Somos tão acostumados com a balbúrdia que ela é coreografada, lucrativa e sempre acaba a tempo da novela das 20h. Somos os reis da farsa até em fazer carnaval. Como fazer com que o carnaval não dure apenas 04 dias e termine numa quaresma de 40 dias de jejum? A mas-valia do prazer. Quero carnaval mais não. Ordem é o caralho, carnaval é o caralho. Chega de breves momentos que só servem para que resto seja suportável…

Uma parte de mim quer reler o livro do José Murilo sobre a proclamação da república e a farsa diante de uma multidão bestializada, que ainda está aí, igualzinho, sem entender nada e achando tudo engraçadíssimo. Outra quer reler o 18 de Brumário e pensar como a voz de Marx continua atual… E eu nunca fui comunista, então que Bakunin me perdoe. O pequeno homem torto também chegou ao poder ecoando a voz dos mortos em tom farsesco. Tem até video… De alguns mortos, que servem aos que estão bem vivos, diga-se de passagem. E claro que até a voz de Marx é a voz do demônio. Queria acreditar que tudo na história acontece duas vezes — primeiro como tragédia, ok, mas então como farsa. Somente duas vezes, aí a história acabou? Já não é essa grande historia única, eurocêntrica, masculina, uma grande farsa? Nunca houve nada além da farsa… Não quero ler mais não. Nem dormir. Quero acordar e ver a realidade ser devorada.

E que isso não se torne aquela piada chata do tio que pergunta “É para ver ou para comer?” Porque a piada já saiu da vida para entrar na história.

 13227206_10208343533300235_3846094329779930950_n
Anúncios

~ por L. em 29 maio, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: